Pular para o conteúdo

Veja os pagamentos do Auxílio Brasil de novembro que se iniciam dia 17

Publicidade

Neste mês, o Auxílio Brasil começará a pagar no dia 17 de novembro. Cerca de 21 milhões de brasileiros receberão uma taxa de transferência de 600 reais. No entanto, algumas pessoas não sabem se receberão o dinheiro. O governo federal, portanto, fornece uma plataforma consultiva por meio de fundos de pensão. Vale lembrar que, inicialmente, a ajuda ao Brasil valia 400 reais.

Porém, com a aprovação da PEC Kamikaze, o pagamento sobe para 600 reais até o final de 2022. A consulta de previdência com o Auxílio Brasil é gratuita e você pode ligar para a Caixa Econômica Federal pelo 111 ou para a Secretaria de Cidadania pelo 121. Basta digitar o número de telefone quando estiver em uma chamada. Quem tem smartphone com acesso à internet pode baixar o app Caixa Tem (Android e iOS) ou Auxílio Brasil (Android e iOS) para consultar as transferências. O CPF deve ser usado no login.

O calendário de novembro do Auxílio Brasil terá dez datas de pagamento. Os beneficiários recebem pagamentos com base no último dígito do Número de Registro Social (NIS). Confira a programação abaixo:

  • Número de Identificação Social final 1: 17 de novembro de 2022;
  • Número de Identificação Social final 2: 18 de novembro de 2022;
  • Número de Identificação Social final 3: 21 de novembro de 2022;
  • Número de Identificação Social final 4: 22 de novembro de 2022;
  • Número de Identificação Social final 5: 23 de novembro de 2022;
  • Número de Identificação Social final 6: 24 de novembro de 2022;
  • Número de Identificação Social final 7: 25 de novembro de 2022;
  • Número de Identificação Social final 8: 28 de novembro de 2022;
  • Número de Identificação Social final 9: 29 de novembro de 2022;
  • Número de Identificação Social final 0: 30 de novembro de 2022.

O Auxílio Brasil é pago a famílias pobres, extremamente pobres ou libertas. Basta atualizar seu cadastro no CadÚnico e aguardar o cadastro automático da Secretaria Cívica. A própria pasta também pode excluir qualquer pessoa que não atenda aos requisitos.

Auxílio Brasil em 2023

A ajuda do Brasil de 600 reais em 2023 não está garantida. O atual governo, liderado por Jair Bolsonaro (PL), propôs um orçamento para o próximo ano de pouco mais de 400 reais. Ou seja, cerca de 200 reais a menos que o valor depositado atualmente.

Com isso, já estão em andamento conversas entre Bolsonaro e Luis Inácio Lula da Silva (PT) para encontrar uma forma de garantir recursos para o programa durante a transição de governo. A ideia do novo governo que vem sendo discutida com alguns parlamentares é preparar e ratificar uma nova Emenda Constitucional (PEC). Garantirá os recursos do Auxílio Brasil e evitará possíveis efeitos negativos nos campos jurídico e financeiro.

Um texto será elaborado e apresentado ao futuro presidente Lula. Se for dada a luz verde, será levado ao Congresso, onde será debatido. Portanto, a garantia do Auxílio Brasil 600 reais em 2023 dependerá da aprovação de senadores e deputados federais e esclarecimentos por parte do governo de transição.

Os R$ 200 adicionais do Auxílio Brasil aumentam o valor mínimo do benefício de R$ 400 para R$ 600 e serão pagos em dezembro. O aumento do valor faz parte de uma proposta chamada de Lei de Emenda Constitucional Kamikaze (PEC), que deve custar R$ 41,2 bilhões para medidas de ajuda aos pobres e a determinadas categorias profissionais.

Entenda o benefício

O Auxílio Brasil é voltado para famílias extremamente pobres. As famílias pobres também podem obtê-lo, desde que seus membros estejam grávidas ou sejam menores de 21 anos. Os domicílios extremamente pobres são os domicílios cuja renda familiar mensal per capita não ultrapasse R$ 105,00 e as famílias pobres cuja renda familiar mensal per capita esteja entre R$ 105,01 e R$ 210,00.

Leia também: Cadastre-se no CadÚnico para ter acesso aos benefícios do governo

Publicidade
Gabriel

Gabriel

Especialista em crédito. Antes de mais nada, apaixonado por tecnologia! Bacharelado em Comunicação Social (Publicidade e Propaganda) e MBA em Gestão de Negócios.

Você também pode gostar ↓↓↓