Pular para o conteúdo

Cadastre-se no CadÚnico para ter acesso aos benefícios do governo

Publicidade

Você já sabe como e por que precisa de logon único? A ajuda ao Brasil mudou recentemente. O valor fornecido aos beneficiários foi aumentado de 400 reais (quatrocentos) para 600 reais (seiscentos). Esta é uma mudança muito importante. Porque esse aumento é uma grande ajuda para as famílias que recebem esse auxílio. É tudo sobre o seu registro exclusivo.

O mais interessante é que isso é feito inteiramente online. Devido à alta demanda pelo serviço, aqueles que se inscreverem no prazo serão colocados em uma lista de espera. Um dia, você vai esperar sua vez de aceitar sua ajuda para o Brasil. Quando for a sua vez, você não precisa esperar mais. Você poderá receber essa mensalidade a partir do momento em que for aprovado, e agora é a sua vez.

Quem pode se inscrever?

Todos podem se candidatar. Para ser admitido, você deve atender a alguns requisitos. O primeiro grupo de domicílios elegíveis para o programa são aqueles que ganham no máximo meio salário mínimo per capita por mês. Isso é limitado às famílias que ganham no máximo três meses de salário mínimo por família. Se uma família tiver um aplicativo associado ao programa social, ela também poderá se beneficiar do programa.

Pessoas que não moram juntas, ou seja, moram sozinhas, também podem participar do programa. Porque eles pertencem a uma família monoparental. Finalmente, as pessoas na rua também são bem-vindas. Se moram sozinhos ou com familiares. Como vimos, o programa é projetado para ajudar os economicamente desfavorecidos. Fornecer apoio para permitir que essas pessoas tenham uma vida digna e escapem da pobreza.

Cadastro e entrevista

Após a conclusão do pré-cadastro, os candidatos são obrigados a comparecer a uma entrevista. No caso de famílias inscritas num único registo, não é necessário que toda a família compareça em tribunal. Qualquer familiar pode representá-lo, desde que você tenha mais de 16 anos, CPF válido e título de eleitor atualizado. Essa pessoa entrará no processo de registro e o responsável será considerado o chefe da família.

Ela se beneficiará com isso? Será agendado um dia para entrevista com um ou mais representantes. Durante esta entrevista, serão feitas várias perguntas. Essas questões dizem respeito à família e seus membros. Para se encontrar, veja se os grupos familiares são adequados para esses benefícios. Para ilustrar o tipo de perguntas que serão feitas, podemos citar, por exemplo, onde você mora. como é a sua família? Qual a idade dos membros? Se algum membro tiver uma deficiência. Qual é a formação desses membros? Questões relacionadas com as finanças domésticas são uma exceção.

Documentos necessários:

Certidão de Casamento;
RG (Carteira de Identidade);
RANI (Registro Administrativo de Nascimento Indígena);
Certidão de Nascimento;
Carteira de Trabalho;
Título de Eleitor;
CPF (Cadastro de Pessoas Físicas).

Como realizar o seu cadastro

Como mencionado anteriormente, para se registrar, você deve ter todos os documentos prontos. Depois de verificar os documentos na lista de verificação anterior, você pode solicitar uma receita online. O pré-cadastro pode ser feito através do site ou de um aplicativo de registro único (CadÚnico). Até agora, tudo pode ser feito a partir de um computador ou celular.

Após preencher as informações solicitadas e enviar os documentos necessários, você agendará uma data para a entrevista. Essa parte do processo não é mais feita online, mas presencial. Nesse momento, o representante da família precisará se dirigir ao Centro de Referência da Assistência Social de sua cidade. Isso é chamado de “CRAS”. Você também pode continuar o processo com uma única postagem de serviço de registro.

Leia também: Saiba todos os detalhes sobre o Auxílio Alimentação

Publicidade
Gabriel

Gabriel

Especialista em crédito. Antes de mais nada, apaixonado por tecnologia! Bacharelado em Comunicação Social (Publicidade e Propaganda) e MBA em Gestão de Negócios.

Você também pode gostar ↓↓↓