Revisão do CadÚnico deve ser finalizada até abril deste ano - Programa do Governo
Pular para o conteúdo

Revisão do CadÚnico deve ser finalizada até abril deste ano

Anúncios

O governo iniciou o processo de reorganização do Auxílio Brasil, rebatizando-o de Bolsa Família, e deu três meses para concluir a atualização do banco de dados. Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, é recomendável que a revisão do CadÚnico continue pelos próximos 90 dias.

O discurso foi feito na posse da ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, nesta quinta-feira (05/01). Na ocasião, Dias disse que o governo precisa primeiro identificar novos pagamentos adicionais previstos para o Bolsa Família, como um adicional de R$ 150 para crianças.

Segundo ele, a forma de garantir a proteção dos beneficiários é por meio da revisão do CadÚnico, já que é esse banco de dados que coleta informações sobre a população elegível ao programa. “O cérebro para orientar não só o Ministério do Desenvolvimento Social, mas todas as áreas, é o cadastro único”, afirmou.

Revisão do CadÚnico ainda será iniciada

A atualização do cadastro de beneficiários foi anunciada no dia 2 de janeiro, dia da posse do ministro. Em sua apresentação, Dias explicou que havia cadastros duvidosos que poderiam ter levado ao repasse indevido do Bolsa Família. Para evitar que isso aconteça, o aplicativo deve ser reanalisado.

“O que posso afirmar é que o cadastro único está desatualizado, tem hoje uma insegurança para lidar com ele, e a orientação do presidente é que façamos uma atualização do cadastro. Há uma decisão judicial, uma recomendação do Ministério Público para que trabalhemos inicialmente com uma perspectiva de 90 dias”, disse.

Para ele, a revisão do CadÚnico é prioritária, visando manter os pagamentos de quem realmente tem direito ao Bolsa Família. Este é o ponto de partida para reconstruir os padrões do programa, e devemos retornar ao modelo original. Portanto, um arquivo como:

  • Comprovante de matricula escolar;
  • Carteira de vacinação das crianças;
  • Exame pré-natal para mulheres grávidas.

A revisão cadastral inclui exigir que o domicílio atualize o cadastro do Cadastro Único, caso este não tenha sido alterado por mais de dois anos. A verificação cadastral compara as informações do CadÚnico com as informações contidas em outros registros administrativos federais.

Nesse sentido, o Ministro salientou que a equipa técnica está a estudar cuidadosamente as opções para que possamos trabalhar no menor tempo possível. A reanálise deve começar com o aumento no ano passado das matrículas de famílias unifamiliares, que geram pagamentos desproporcionais no programa.

Para isso, os governos estaduais e municipais devem reunir sua participação na reconstrução da rede socioassistencial. Embora não tenha saído uma versão revisada do CadÚnico, o governo deve manter o formato estabelecido pelo Auxílio Brasil para garantir os repasses mensais.

Para atualizar, você deve fazer login no Gov.BR. Na versão app ou web, é exibida a opção Atualizar cadastro com confirmação. Esta opção estará disponível apenas para usuários que tenham concluído o cadastro familiar e possuam perfil de responsável familiar.

Para saber se o seu cadastro está atualizado, é simples. Quem está inscrito no Cadastro Único poderá consultar seu Número de Identificação Social (NIS), código familiar, situação cadastral, data da última atualização e data limite para uma nova atualização cadastral por meio do aplicativo do Cadastro Único e também na versão web, no endereço cadunico.cidadania.gov.br.

Leia também: Cadastre-se no CadÚnico para ter acesso aos benefícios do governo

Gostou deste conteúdo?
Compartilhe ↓↓↓

Share on whatsapp
Compartilhar no WhatsApp
Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro

Especialista em crédito e benefícios sociais. Antes de mais nada, apaixonado por tecnologia! Bacharelado em Comunicação Social (Publicidade e Propaganda) e MBA em Gestão de Negócios.

Você também pode gostar ↓↓↓